Clique para Fechar


O SURGIMENTO DA COPÉRDIA


Os primeiros passos do cooperativismo na região Oeste de Santa Catarina, foram dados no final dos anos 60, num tempo em que a agricultura enfrentava mais uma de suas crises. À época, a produção de alimentos era o alicerce para o desenvolvimento sócio econômico da região sustentada, basicamente, pela produção de grãos. Porém, a atividade enfrentava limitações em relação ao recebimento, armazenamento e comercialização, e precisava ser uma alternativa de abastecimento de insumos à produção primária dos produtores da região.

A presença de uma cooperativa era fundamental fortalecer o fomento do setor primário, importante via de desenvolvimento da região. A partir da necessidade de disponibilizar alternativas de produção e comercialização de grãos e oferecer insumos às propriedades rurais, um grupo de 30 produtores transformou a então Associação Rural em uma sociedade cooperativa. No dia cinco de setembro de 1967, em Assembléia Geral, com base numa Lei nacional que autorizava a criação de sindicatos e cooperativas, foi fundada oficialmente a Cooperativa de Produção e Consumo Concórdia (COPÉRDIA). Os produtores que deram origem à cooperativa, eram todos oriundos da Associação Rural.


OS FUNDADORES


Os associados que participaram da Assembléia Geral para criação da Copérdia, denominados de sócios fundadores, eram produtores rurais da região de Concórdia. Confira a seguir a lista dos 30 produtores que iniciaram a História da Copérdia em cinco de setembro de 1967.

• Ivo Frederico Reich - Concórdia
• Euclides Antônio Marcon - Concórdia
• Hermando Zanoni - Concórdia
• Celino Domingos Paludo - Seara
• Otto Tramontini - Concórdia
• José Chiuchetta - Concórdia
• Artêmio Paludo - Seara
• Amélio Caovilla - Ipumirim
• JuvelinoPoletto - Peritiba
• Diomédio Bósio - Concórdia
• Orlando Piccinin - Concórdia
• Ewaldo Kaiser - Concórdia
• Antonio Griss - Seara
• Fernando Benetti - Seara
• João Smaniotto - Seara
• Vitório Sabadin - Seara
• Luiz Griss - Seara
• Domingos Machado de Lima - Concórdia
• Antonio Mores I - Concórdia
• Diomedes Severino Tagliari - Concórdia
• Domingos Marchetti - Concórdia
• Albino Bilibio - Concórdia
• Domingos Vivan - Concórdia
• Antonio Mores II - Concórdia
• João Bertussi - Concórdia
• Julio César Ribeiro Neves - Concórdia
• Romano Anselmo Fontana - Concórdia
• João Biondo - Seara
• Orestes Bianchi - Seara
• Alcides Faganello - Seara


A EVOLUÇÃO


A partir da criação da cooperativa, outros produtores ingressaram na organização com o objetivo de ter uma parceira para suas atividades agrícolas e fortalecer a empresa recém criada. Os produtores foram estimulados a ingressar no quadro social da Copérdia porque, além de sócios, também eram usuários, donos e a própria força de trabalho da cooperativa. Em pouco tempo a sociedade já contemplava centenas de produtores associados. O trabalho, o esforço e a participação dos cooperados impulsionaram a cooperativa ao sucesso. Os associados entenderam logo que para a cooperativa prosperar era necessário participação, profissionalismo e responsabilidades de todos os cooperados. Assim aconteceu e a Copérdia experimentou um processo de crescimento e desenvolvimento em ritmo contínuo.

Em pouco tempo a Copérdia se constituiu em parceira vital do setor produtivo, contribuindo para aumentar os volumes de produção e ampliando as atividades rurais. A cooperativa se transformou em aliada do produtor rural no fornecimento de insumos, na compra e venda de produtos agrícolas dos seus cooperados, no repasse de tecnologias numa via de mão dupla. A atuação forte em grãos que marcou o início da Copérdia no final dos anos 60 foi estendida para outros negócios que surgiram ao longo do tempo especialmente na década de 70. Mesmo aumentando seus negócios a Copérdia jamais se afastou do compromisso de estar ao lado dos cooperados no dia a dia sendo parceira no fomento à produção, fornecimento de insumos, repasse de novas tecnologias e comercialização de produtos. A consolidação veio como consequência dos avanços da sua estrutura, negócios e área de atuação.


MODELO DE GESTÃO NOS ANOS 90


Como a maioria das empresas, a Copérdia também viveu momentos distintos alternando bons períodos com anos de dificuldades. No início dos anos 90 a Copérdia passou por mudanças em seu modelo de gestão adotando um sistema moderno e mais enxuto. Em 2007 com a eleição de Valdemar Bordignon como presidente do Conselho de Administração foi implantada uma política diferente, adequada às necessidades da época através de uma gestão menor promovendo a extinção dos cargos de coordenação para criar as gerências de negócio e setores com atribuições claras e autonomia de trabalho aos profissionais.

O desafio de buscar eficiência e ingressar em novos mercados com os produtos dos seus cooperados se efetivaram com a participação junto à Aurora Alimentos com produção e entrega de suínos, leite e aves e parcerias com a Federação das Cooperativas Agropecuárias de Santa Catarina (FECOAGRO) e Geradora e Fornecedora de Insumos (MAUÊ S/A). A partir daí a Copérdia deu passos importantes para o desenvolvimento e crescimento dos seus negócios.


MISSÃO DA ORGANIZAÇÃO


"Viabilizar a produção e a comercialização agropecuária, agregando valores, satisfazendo social e economicamente o cooperado, oferecendo à sociedade produtos e bens de consumo de qualidade"



POLÍTICA DA QUALIDADE


1 - Satisfação dos clientes e associados.
2 - Manter a empresa competitiva nos seus negócios.
3 - Desenvolvimento e realização das pessoas



COMPROMISSO E INCORPORAÇÃO


O compromisso da Copérdia, de acordo com o Estatuto Social e orientação do Conselho de Administração, é buscar o desenvolvimento das pessoas através da consolidação econômica e social. Para a Copérdia, as pessoas são o seu maior patrimônio. A cooperativa mantém ainda a política de melhoria constante na condição de vida dos cooperados, colaboradores, além do bem estar das comunidades onde atua.

Em meados de 2011 a direção da Copérdia, autorizada pelos associados, iniciou tratativas para incorporação da Cooperativa do Rio do Peixe (COPERIO), de Joaçaba. As negociações evoluíram e foram concluídas em maio de 2013, portanto, dois anos após o início das conversas entre as duas direções com apoio de lideranças do sistema cooperativo de Santa Catarina. O ato oficial da incorporação se deu em Assembléia Geral Extraordinária realizada na Associação Cultural Esportiva e Recreativa Copérdia/Crediauc, (ACERCC), em Santo Antônio, Concórdia. Os associados, por unanimidade, aprovaram a incorporação.

A incorporação representou à época um marco histórico para a Copérdia e também para o sistema cooperativo do Estado. Com a finalização do processo de incorporação a Copérdia mudou de patamar e passou a ter o status de segunda maior cooperativa agropecuária de Santa Catarina em faturamento. Todo o processo de negociação para a incorporação foi coordenado pelo segundo vice-presidente e diretor geral da Copérdia, Vanduir Martini e pela atual gestão presidida por Valdemar Bordignon.


INDICADORES


De acordo com o relatório social, a Copérdia fechou 2017 com 17.087 associados, 1.228 colaboradores, unidades instaladas em 65 municípios de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul e um faturamento de R$ 1.133.851.476,11.


COMUNICAÇÃO


A Copérdia se comunica com seus cooperados, fornecedores, parceiros e clientes através do JORNAL COPÉRDIA, periódico que circula há mais de 30 anos. Tem uma tiragem de 13 mil exemplares, modelo tablóide, com 24 páginas, 100% em cores, com matérias e reportagens sobre o dia a dia da cooperativa, seus negócios, eventos, orientações técnicas, culinária, curiosidades. O jornal pode ser acessado no site www.coperdia.com.br link imprensa/jornal.

De segundas às sextas feiras apresenta um programa radiofônico de cinco minutos nas emissoras Rural AM, de Concórdia e Belo FM de Seara com recados campanhas, promoções e mercado agropecuário. Aos domingos a Copérdia apresenta há 40 anos o programa NOSSA TERRA NOSSA GENTE em várias emissoras de rádio de Santa Catarina. Trata-se de um programa jornalístico com meia hora de duração com participação do presidente, vices, diretores, gerentes, técnicos. O programa também está disponível no site da Copérdia, link imprensa. É só entrar, selecionar a data do programa para ouvi-lo.


HISTÓRICO DE PRESIDÊNCIAS







FOTOS HISTÓRICAS DA COOPERATIVA





<