Clique para Fechar


SUINOCULTURA


A SUINOCULTURA EM SANTA CATARINA

Santa Catarina possui o maior plantel suinícola nacional, maior produtor e exportador de carne suína brasileira, maior consumo per capita do País, sede das principais cooperativas e agroindústrias instaladas no Brasil. O Estado é hoje o maior expoente da suinocultura brasileira. Os números revelam toda a pujança da atividade no Estado e sua importância para a suinocultura nacional.E responsável pela maior fatia do abate nacional com cerca de 30% do abate nacional.

O consumo per capita de carne suína é de cerca de dez quilos a mais do que o consumo médio nacional. Devido à qualidade de seu rebanho e de seu status sanitário, Santa Catarina responde pela maior fatia das exportações brasileiras. Principal atividade pecuária do Estado, a suinocultura catarinense participa com alto percentual do valor bruto da produção agrícola estadual.O território catarinense conta frigoríficos com inspeção federal, reconhecidos e capacitados ao abate de suínos tanto para o abastecimento do mercado interno quanto externo.

Santa Catarina possui ainda centenas de pequenos e médios frigoríficos com inspeção estadual. Seu percentual de carne in natura produzida hoje é bastante pequeno. A maior parte da produção suína sofre processamento industrial. Não é à toa que Santa Catarina ocupa posição de destaque no cenário suinícola brasileiro. A suinocultura está arraigada na cultura do povo catarinense. A forte influência da colonização italiana e alemã, que fixou colonos em pequenas propriedades no Sul do País, possibilitou o grande desenvolvimento da suinocultura na região. "A pequena propriedade e a vocação natural do catarinense para a suinocultura contribuíram para alavancar a atividade no Estado. No entanto, a maior vantagem competitiva de Santa Catarina é que o produtor tem para quem entregar a sua produção, tem mercado. Em outras partes do País, os produtores produziam o suíno mas não tinham para quem vender".Características como clima , território e solo favoráveis à produção também explicam a força da suinocultura catarinense.

HISTÓRICO DA SUINOCULTURA

O Brasil vocação produtiva e uma das mais importantes para a economia nacional é a produção de alimentos para o mundo. Neste contexto voltado fortemente à suinocultura. O Brasil está posicionado entre as cadeias produtivas mais avançadas do mundo do ponto de vista tecnológico sendo que a agroindústria exportadora de suínos adota a mais alta tecnologia e os maiores e melhores cuidados em todas as fases da cadeia de produção para garantir total controle nos processos produtivos com a certeza do melhor produto elaborado ao final do ciclo produtivo.

No sistema intensivo de produção a qual a Copérdia e seus fomentados estão inseridos, os animais são criados de forma confinada, com adoção de pleno controle sanitário dos planteis e rigoroso respeito às exigências internacionais de bem-estar animal. A Copérdia adota um modelo produtivo com base em gestão de integração entre Cooperativa – Produtor – Agroindústria e, este modelo, vem dando certo desde 1982, quando o fomento de suínos da Copérdia foi criado, iniciando a fomentação da produção de 62 produtores com produção anual de 4.182 suínos gordos.

A Copérdia trabalha com alta tecnologia alimentar, onde além dos insumos básicos à base de milho e soja, inclui óleo de soja, vitaminas e minerais complementares, de acordo com rígidos padrões de segurança e qualidade alimentar, além da rastreabilidade da produção e controle veterinário na administração de insumos biológicos. O Fomento de suínos da Copérdia vai além da produção de animais; é uma enorme cadeia produtiva onde trabalhamos a geração de renda, gestão técnica e financeira da atividade, a qualidade do produto produzido, com senso de organização, sucessão familiar e desenvolvimento das pessoas enquanto comunidade.

Além disso, a Copérdia está focada na preservação ambiental e seus fomentados de suínos estão instalados fora do Bioma Amazônico; trabalhamos com programas que reduzem impactos ambientais que possam ser causados pela atividade, como por exemplo, o recolhimento dos materiais descartáveis utilizados como insumos do dia a dia da produção.

Em geral o Brasil está consolidado como o quarto maior produtor de carne suína do mundo com mais de 3,5 milhões de toneladas/ano e recebeu em 2017 mais de 15 missões veterinárias de vários Países, certificando a qualidade do setor produtivo.

No ano de 2017, o Brasil fechou com aproximadamente 2.019.501 matrizes produtivas. Em 2009 foi registrado o recorde brasileiro, chegando a ter 2.448.381 matrizes; A quantidade total de carne produzida foi de aproximadamente 3,75 milhões de toneladas em 2017 e em 2006 2,94 milhões de toneladas; temos, portanto, nos últimos 10 anos, o menor número de matrizes produtivas instalado em nosso País e com uma maior número de suínos abatidos. Esses dados refletem a maior profissionalização do produtor e melhora significativa no potencial genético e alimentar dos animais, aliado às técnicas de gestão e assistência técnica dos Extencionista.

O fomento Copérdia está diretamente ligado a Cooperativa Central Aurora Alimentos onde entregamos toda a produção. Somos responsáveis pela entrega diária de 4.570 suínos em plantas industriais localizadas nos municípios de Chapecó, Erechim, Sarandi e Joaçaba representando 26,4% do abate total da Central Aurora.

Os responsáveis por estes números, são os mais de 850 fomentados de suínos, em ciclos diferentes:
Creches – 50 produtores
Ciclo Completo – 09 produtores
GRSC – 04 produtores
Parcerias – 630 produtores
UPL 7,7 Kg – 132 produtores
UPL 23 Kg – 40 produtores

Atualmente são 55.000 matrizes suínas em produção.

Além disso, temos uma equipe técnica com mais de 60 profissionais, preparados para atender a demanda de nossos associados, buscando melhores resultados técnicos e econômicos, sempre, e juntos com nosso fomentado.

MISSÃO ASSISTÊNCIA TÉCNICA


"Promover o desenvolvimento sustentável dos cooperados através das melhorias dos seus índices técnicos, econômicos, sociais e ambientais, tornando-os competitivos."


Participe do projeto de Suinocultura da Copérdia.

Nossas Atitudes Gerando Resultados.






ASSESSORIA TÉCNICA
Responsável Técnico Copérdia




<